MOVE BERLIM
O primeiro festival de dança contemporânea brasileira em Berlim

  Desde a década de 70 se travou na cultura da dança no Brasil a busca por uma identidade cultural própria, que se desenvolveu com o fim da ditadura militar e inaugurou o fortalecimento de uma consciência e um exclusivo modo de expressão. Isso estabeleceu uma confrontação com as formas tradicionais de dança presentes nas diferentes regiões do país, o que gerou uma grande pluralidade, diferentes modos de dançar e um espectro de temas, apoiados inclusive na alta tecnologia já presente nas grandes cidades do país.

Pela primeira vez serão apresentadas em Berlim a pluralidade e a complexidade da cena da dança brasileira, que se desenvolveu desde o período da redemocratização do país, em meados dos anos 80. No Brasil se ligam a cultura de três continentes - a indígena, a africana e a européia -, que fundiram-se em algo novo, e isso se evidencia de modo palpável, especialmente na dança. Focalizando os diferentes princípios estéticos, étnicos e regionais, o festival oferece ao público alemão a oportunidade de entrar em contato com uma das cenas de dança contemporânea mais vitais do mundo, e com uma multifacetada imagem do Brasil, ao invés do Brasil "exótico" produzido pela visão eurocêntrica predominante. Além disso, deslocamos o foco dos tradicionais "centros produtores de cultura" para os "centros periféricos", o que exigiu ainda o empenho em sensibilizar os responsáveis pelo fomento cultural no Brasil, da necessidade de viabilização de políticas culturais singulares.

Foram 2 anos e meio entre concepção e realização. O ritmo da dança brasileira foi contagiando os parceiros alemães: o Hauptstadtkulturfonds, o Theater Am Halleschen Ufer, o Hebbel Theater, a Tanzfabrik, e a Berliner Kulturveranstaltungs-GmbH, além de todos os outros colaboradores. E o Brasil, como um país que dança, entendeu de pronto: é imensa a alegria de ter Gilberto Gil, ministro da cultura, como nosso Patrono, e de ter a Secretaria da Música e Artes Cênicas, aqui representada pelo grande ator e Secretário Sérgio Mamberti, fazendo inclusive a abertura do festival, o que marca um importante passo no desenvolvimento da troca cultural entre Brasil e Alemanha. Esperamos que essa troca possa evoluir cada vez mais, através dessa linguagem que dispensa tradução. Vocês estão convidados a dançar e a refletir conosco.

Brasil MOVE BERLIM!

Wagner Carvalho, Diretor Artístico
Björn Dirk Schlüter, Co-Diretor



"Diferentemente dos países mediterrâneos através dos quais a Europa se liga umbilicalmente ao Brasil, a Alemanha liga-se a nós por um fio fiado ao longo dos séculos de nossa colonização.

Da Princesa Leolpodina ao Instituto Goethe, do pintor Rugendas aos estóicos imigrantes germânicos no sul do Brasil, são séculos de construção da presença alemã entre nós. Hoje é o Brasil que constrói, de volta, sua presença na terra de Beethoven, devolvendo a bola neste jogo cada vez mais animado entre os dois povos e as duas culturas.

O festival Move Berlim na grande cidade alemã será certamente um marco no intercâmbio cultural entre nossos grandes povos. Uma oportunidade para ensaiarmos mais alguns passos juntos nesta dança de nosssas vivências comuns.

Parabéns pelo evento e boa temporada!!!"

Gilberto Gil, Ministro da Cultura
Patrono do Festival